Açoreana Seguros

  • Home >
  • Dúvidas Frequentes

DÚVIDAS FREQUENTES

Veja abaixo as dúvidas mais frequentes, por categorias.

Caso não encontre a questão que procura, envie-nos aqui, prometemos ser céleres!

Automóvel

• O preenchimento da deve ser efectuado no local do acidente;
• Deverá ser utilizado um impresso no caso de sinistro com 2 veículos, dois impressos para o caso de serem 3 veículos, etc.
• Indicar com o máximo de precisão o que for solicitado nos diversos itens.
• Em caso de não existir acordo quanto ao preenchimento da D.A.A.A., deve ser solicitada a intervenção das autoridades, para que elaborem o respectivo auto de ocorrência.
Quando um dos veículos que intervém no acidente possui matrícula estrangeira, deverá ser contactado o Gabinete Português da Carta Verde (tel. 213 848 101).
Deverá dirigir-se rapidamente à esquadra de Polícia mais próxima e participar a ocorrência. Solicite uma cópia da participação e entregue-a ao seu Agente ou numa dependência da sua seguradora.
Verificar a validade da Carta Verde e se a mesma é válida para o período em que realiza a viagem. As coberturas do seu seguro podem ser accionadas em todos os países da União Europeia. No entanto, caso os países que pretende visitar não pertençam à União Europeia, poderá beneficiar das garantias solicitando uma extensão territorial.

Em caso de sinistro, quer a responsabilidade seja sua ou de outro condutor envolvido, deverá:

Obter os elementos de identificação dos envolvidos - condutor e veículo - no local do acidente, bem como o nome da companhia e número da apólice.
Identificar nomes e contactos das testemunhas oculares.
Preencher a Declaração Amigável de Acidente Automóvel (D.A.A.A.) - fornecida com os restantes documentos do seguro - que deverá ser assinada pelos envolvidos.
Entregar a cópia da D.A.A.A. na sua seguradora ou ao seu Agente de Seguros, e proceder à participação do sinistro.
Como preencher o impresso da Declaração Amigável de Acidente Automóvel (D.A.A.A.)?

O preenchimento da deve ser efectuado no local do acidente;
Deverá ser utilizado um impresso no caso de sinistro com 2 veículos, dois impressos para o caso de serem 3 veículos, etc.
Indicar com o máximo de precisão o que for solicitado nos diversos itens.
Em caso de não existir acordo quanto ao preenchimento da D.A.A.A., deve ser solicitada a intervenção das autoridades, para que elaborem o respectivo auto de ocorrência.
Como proceder em caso de furto ou roubo?

Em caso de furto ou roubo do veículo deverá dirigir-se rapidamente à esquadra de Polícia mais próxima e participar a ocorrência. Solicite uma cópia da participação e entregue-a ao seu Agente ou numa dependência da sua seguradora.

Assistência a Quebra Isolada de Vidros

Através deste serviço disponível 7 dias por semana poderá, com grande rapidez e simplicidade, reparar ou substituir o vidro do seu automóvel.

Para além deste serviço, os clientes Multi Protecção Auto beneficiam gratuitamente da gravação da respectiva matrícula nos vidros do veículo. Esta gravação tem comprovada eficiência na prevenção de roubos.

Os clientes Açoreana que não possuam a cobertura Quebra Isolada de Vidros, beneficiarão de um desconto de 15% na substituição do vidro.

Para utilizar a assistência a quebra de vidros ligue 808 246 246, linha azul disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Consulte aqui a localização do AUTOVER PARTNER mais próximo de si.

O que fazer se algum dos envolvidos no sinistro não possuir um seguro?

Se algum dos envolvidos não possuir um seguro automóvel, os restantes intervenientes deverão recolher todos os elementos de identificação do condutor e do veículo, confirmar a inexistência de seguro através do Departamento de Apoio ao Consumidor do ISP e, caso a inexistência se confirme, recorrer ao Fundo de Garantia Automóvel.

O que deverá fazer sempre que viajar para fora do país?

Deverá verificar a validade da Carta Verde, e se a mesma é válida para o período em que realiza a viagem. As coberturas do seu seguro podem ser accionadas em todos os países da União Europeia. No entanto, caso os países que pretende visitar não pertençam à União Europeia, poderá beneficiar das garantias solicitando uma extensão territorial.

Como proceder em caso de acidente com um veículo de matrícula estrangeira?

Quando um dos veículos que intervém no acidente possui matrícula estrangeira, deverá ser contactado o Gabinete Português da Carta Verde (tel. 213 848 101).

Os restantes intervenientes deverão recolher todos os elementos de identificação do condutor e do veículo, confirmar a inexistência de seguro através do Departamento de Apoio ao Consumidor da ASF e, caso a inexistência se confirme, recorrer ao Fundo de Garantia Automóvel.

O capital a contratar para efeitos das coberturas de danos próprios deve corresponder ao valor do veículo (preço de venda, quando novo; valor actualizado, de acordo com a tabela de desvalorização, para veículos usados).

Nos termos da Lei, o capital de danos próprios é automaticamente actualizado em cada período seguro, de acordo com a tabela de desvalorização que consta da apólice.

Habitação

O seguro realizado através do condomínio não garante o recheio da sua habitação, apenas garante o edifício, pelo que sugerimos a contratação adicional do Seguro Casa da Açoreana para o recheio (conteúdo) da sua habitação.

O seu seguro inclui a cobertura de assistência e a Açoreana disponibiliza-lhe uma linha de atendimento permanente (cujo telefone é 707 20 12 48 / 217 98 40 00).
Em qualquer caso deverá, desde logo, socorrer-se de todos os meios ao seu alcance para reduzir ou evitar o agravamento dos prejuízos decorrentes do sinistro e salvar os bens seguros. Não deve remover ou alterar quaisquer vestígios do sinistro. Importa promover a guarda, conservação e beneficiação dos salvados. Deve desenvolver todas as diligências ao seu alcance a fim de identificar eventuais responsáveis pela ocorrência em causa e transmitir essa informação aquando da participação do sinistro. No caso de furto ou roubo deverá apresentar, de imediato, queixa às autoridades competentes, descrevendo e quantificando os objectos furtados ou roubados de que seja vítima, fornecendo à seguradora um documento que o comprove.

Poupança / Investimento

As entregas podem ser realizadas no valor de 50 €/mês, 75 €/trimestre, 125 €/semestre ou 250 €/ano. A qualquer momento poderá reforçar o seu investimento através de entregas adicionais, desde que previamente aceite pela seguradora, no mínimo de 100€. Nas entregas programadas, o pagamento é realizado através de débito em conta bancária e, nas entregas adicionais, através de cheque, multibanco ou por transferência bancária. Para efectuar o pagamento por Multibanco, deverá seleccionar a opção "Pagamento de Serviços", onde obterá os dados para efectuar a operação, indicando apenas o código do ramo e o número da sua apólice PPR (os últimos 6 dígitos).

A liquidação das importâncias seguras só poderá ser exigível perante a apresentação dos seguintes documentos:

• Em caso de Reembolso e no termo do contrato: Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte do Beneficiário ou, em alternativa, o Cartão de Cidadão.
• Em caso de falecimento da Pessoa Segura ou do cônjuge: Participação do sinistro, Certidão do Assento de Óbito, documento comprovativo da qualidade de Herdeiro ou Beneficiário, Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte de cada um dos Beneficiários ou, em alternativa, o Cartão de Cidadão.

O Segurador, compromete-se a liquidar o valor seguro dentro dos seguintes prazos a contar da data de recepção de todos os documentos necessários para o efeito:
• Em caso de Resgate e no termo do contrato: cinco dias úteis.
• Em caso de falecimento da Pessoa Segura: quinze dias úteis.

Os custos de transferência são de 0,5% do valor transferido.
Sim. Em situações de desemprego de longa duração (superior a 12 meses) é possível efectuar o levantamento total do montante acumulado. Poderá ainda efectuar apenas um levantamento parcial do investimento, devendo manter um valor remanescente para permitir a sua continuação.
O valor de um PPR pode, a pedido do titular do contrato, ser transferido total ou parcialmente. O pedido de transferência deverá ser enviado para a Açoreana ou para o seu Agente. Deverá enviar carta registada para a seguradora onde possui o PPR que quer transferir e entregar cópia desta carta na Açoreana. O último passo é subscrever uma proposta de PPR na Açoreana, assegurando que a data inicial do PPR na seguradora original se mantém inalterado.

O PPR da Açoreana é muito competitivo nos encargos que lhe estão associados, e que são os seguintes:

As comissões de aquisição são 3% sobre prémios pagos; as comissões de gestão são, no máximo, 0,75%, aplicados anualmente sobre o valor do Fundo Autónomo de Investimento.

• Reforma por velhice da Pessoa Segura;
• A partir dos 60 anos de idade da Pessoa Segura;
• Desemprego de longa duração da Pessoa Segura ou de qualquer um dos membros do agregado familiar;
• Incapacidade permanente para o trabalho da Pessoa Segura ou de qualquer um dos membros do agregado familiar;
• Doença grave da Pessoa Segura ou de qualquer um dos membros do agregado familiar.

• Fora destas situações, o reembolso é possível a todo o tempo, mas fica sujeito às penalizações previstas na lei.

O PPR pode ser subscrito a partir dos 18 anos.

Vida


O pagamento do prémio pode ser efectuado através do mediador, nos balcões das lojas e por débito em conta bancária do tomador de seguro.
O(s) beneficiário(s) são indicados pelo Tomador de Seguro no momento da subscrição, que poderá proceder a sua alteração sempre que desejar.
Clique para listar as tarefas